CR Borba – 5 x RC ELVAS – 17

No sábado, dia 03 de dezembro, iniciou-se o campeonato Nacional da 2.ª Divisão Zona Sul, com o RC Elvas a fazer mais uma deslocação a Borba.

Foi um jogo bastante equilibrado, de muita luta e entrega de parte a parte, que beneficiou o maior poder físico do CR Borba. Por outro lado, a tarde bastante chuvosa e com muito vento, dificultou o jogo à mão das linhas atrasadas elvenses. Mesmo assim, foi a equipa de Elvas a adiantar-se no marcador, através de um ensaio do abertura elvense que pressionou um pontapé para as costas da defesa do Borba. O jogo mantinha-se numa toada de muita luta e muito pouco discernimento. Ainda na 1.ª parte, o Borba empatou a 5-5.

Na 2.ª parte, as condições climatéricas agravaram-se e a jovem equipa elvense raramente conseguiu impor o seu jogo. No entanto, e acusando algum desgaste da equipa da casa, os últimos 15m foram de domínio elvense. Nesta fase, a equipa conseguiu rápidas jogadas das linhas atrasadas, onde o n.º 9 elvense conseguiu finalizar 2 dessas jogadas, colocando o resultado em 5-17.

Com 8m para jogar, o vencedor estava encontrado, e até foi a equipa elvense a terminar o jogo nos 22m adversário, ficando, por diversas vezes, à beira de conseguir o ponto bónus ofensivo (4 ensaios), mas que não merecia.

Foi um jogo que deve servir para a equipa crescer e perceber que, com condições adversas, nem sempre o jogo à mão é o mais eficaz.

Com estas condições climatéricas pedia-se mais jogo ao pé, nas costas das linhas atrasadas adversárias, não só para provocar maior desgaste na equipa adversária, como para ganhar terreno, jogando mais vezes no campo adversário.

Também no sábado, os sub16 deslocaram-se a Cascais, para mais uma jornada do campeonato nacional, onde registaram uma pesada derrota diante do St. Julians.

Trata-se de uma equipa com jogadores muito inexperientes, em que muitos deles começaram a jogar esta modalidade no inicio da época, e em que o mais importante é irem jogando e assim crescerem enquanto equipa.

Posteriormente, realizou-se o jantar de Natal do Clube, no Restaurante O Carrascal, que contou com a presença de 200 pessoas, onde a boa disposição e confraternização durou até altas horas da madrugada.

Nuno Carvalho